Você, proprietário de loja virtual, deve entender a diferença entre a oferta de frete divulgado e a conta frete. Ofertas de fretes são os valores que você divulga ao cliente final e que varia de acordo com as estratégias comerciais da sua loja. Ou seja, algumas vendas podem estar sujeitas a campanhas de frete grátis, ter descontos ou sofrer acréscimos, por exemplo.

Já a conta frete é gerada a partir dos valores exatos de serviços prestados pela transportadora, cujo custo deverá ser pago ao final do mês. Uma vez que o valor das duas contas não são iguais, é de suma importância possuir um sistema que calcule ambos precisamente em cada pedido e gere relatórios que auxiliam a criação de estratégias inteligentes de campanhas de fretes. As campanhas de frete divulgadas no seu ecommerce devem obrigatoriamente ter como ponto de partida o custo de frete que a sua empresa pagará por cada pedido.

Um exemplo deve facilitar o entendimento: a loja ABC tem um contrato com uma transportadora que leva os seus produtos para clientes de São Paulo por R$15 por pedido. A loja criou uma campanha de frete grátis para produtos acima de R$100 para São Paulo.

O cliente João, que também está em São Paulo, entrou na loja e colocou um produto de R$200 no carrinho. Em seguida, inseriu seu CEP para calcular o valor do frete. Como há campanha de frete grátis para esta cidade para produtos acima de R$100, o frete divulgado ao João será gratuito (R$ 0,00) enquanto o custo do frete que irá para a conta frete – no seu sistema de gestão (ERP) ou no seu sistema de gestão de transportes (TMS) – será de R$15.

Por isso, o sistema que calcula o frete da sua loja virtual deve sempre calcular dois valores de frete: o frete que será divulgado ao seu cliente e o frete que será pago às transportadoras (que estamos chamando aqui de conta frete ou também conhecido como pré-fatura). Quando você utiliza um gateway de fretes, essa ferramenta faz todos os cálculos, passando precisamente ao cliente o frete divulgado no site e ao ERP/TMS o valor que somará na conta frete.

Os gestores das áreas comercial e de marketing das lojas que não possuem sistemas inteligentes como um gateway de fretes (ou tecnologia semelhante) têm muita dificuldade para mensurar os resultados exatos das estratégias de frete grátis, ou seja, não sabem se elas beneficiam ou prejudicam os resultados da empresa. Quanto à conta frete, negligenciar a precisão dessas informações é permitir erros, fraudes e descontrole na operação.

Para evitar maiores dores de cabeça, a recomendação é investir em tecnologia. A aquisição de um gateway de fretes inclui não apenas o cálculo correto do frete, mas também a informação precisa de prazos, atualização das tabelas, acompanhamento de abandono de carrinho por rotas.